arquivo

Arquivo mensal: julho 2009

é uma obviedade constatar os cambios em berlim, mesmo sem nunca ter estado lá antes ou depois do muro. mas a cidade é muito mais do que seus monumentos, alguém já deve ter dito isso. e berlin consegue manter nas ruas um estilo de vida bastante particular, graças, claro, aos seus habitantes – berliners, em qualquer caso. faltaram horas de passeio para que eu pudesse ter me dado ao luxo de parar com a bicicleta na beira do spree e gastar um final de tarde assim, ao léu, lendo, escrevendo, vendo. também faltaram ânimos para entrar em alguns lugares imprescindíveis, especialmente no verão, como podem ser o bar25 e o plataforma. mas acho que não faltarão ocasiões. fica aqui uma modesta seleção de imagens.

estilismos callejeros:

De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin

feiras e suas vitrines:

De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin

arte na rua:

De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin

paisagens:

De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
De Berlin
Anúncios

Pés destruídos e uma vontade louca tomar um um banho de mar, talvez a única desvantagem de ter a Bread and Butter de volta a Berlim. O calor nos três dias da mostra foi amenizado por chuvas diárias, que hoje veio um pouco mais cedo e antecipou o clima de fim de feira. Mas o balanço final é positivo. Primeiro por Berlim, uma cidade completamente desenfadada, onde se pode mudar de ares com um passeio de uma ou duas estações de metrô. Quem conhece sabe que tudo funciona nessa cidade e que aburrimento não combina com o espírito dos berliners. Mas o saldo da feira foi positivo também pelo que algumas marcas estão preparando para o verão que vem. Tem de tudo, por supuesto, de cópias e imitações horrendas de bolsas Louis Vuitton (siiim, também na BBB tem gente assim, que valoriza o logo acima de tudo) até coisas ótimas – em qualidade e gosto – mas, infelizmente, inacessíveis para o meu bolso. De qualquer maneira, o mais interessante foi comprovar que o que está na moda é o que cada um pode sacar do arquivo – próprio, ou seja, o gosto de cada um, e dos outros, removendo brechós e grandes magazines durante as rebaixas, por exemplo. Muito berliner, aliás. Assim que alguns/mas de vocês podem imaginar qual é a minha ansiedade no momento, considerando que estou em Berlim e que as sales acabam de começar.
A idéia de arquivo associada à busca de identidade própria é a principal “tendência” das marcas mais originais. Em alguns casos isso se traduz como excentricidade, em outros como originalidade, em outros pode ser também ousadia. Uma lição que aqui em Berlim se aprende quase na marra, eu acho, mas sem deixar de se divertir. Moda, no fundo, é uma brincadeira, é como cada pessoa se expressa, se mostra e se joga no mundo, como diria uma amiga minha.
Depois de tanto blablablá, algumas imagens do que eu vi (além das muitas outras que serão publicada no portal Usefahion).

Saguão

Saguão

Adidas

Adidas

G-Star

G-Star

DSCF3695

Quick

Blis

Blis

The end

The end

Berlin antes

Berlin antes

Spree

Spree

East Gallery

East Side Gallery

Friedrichshain

Friedrichshain

De Berlin, ainda tem mais. Soon.